Advogado é preso por assassinato de mulher jogada em milharal

Compartilhe

Movimentação de policiais para a prisão de suspeito da morte de Fernanda Daniele.

A vítima, Fernanda Daniele, de 36 anos, foi degolada e jogada sem vida em plantação à beira de rodovia

O advogado Alexandre França Pessoa, 42 anos, foi preso temporariamente nesta manhã como um dos envolvidos no assassinato de Fernanda Daniele de Paula Ribeiro dos Santos, de 36 anos.

Pelo que foi apurado, os dois haviam se relacionado anteriormente.  Ainda não há detalhes sobre as circunstâncias do crime e a motivação.

O corpo dela foi encontrado em um milharal à beira da MS-276, entre Batayporã e Nova Andradina no dia 29 de abril, quinta-feira. Tinha um corte profundo no pescoço.

A prisão de Alexandre ocorreu um dia depois de o carro dele e o telefone celular serem apreendidos pela Policia Civi, como parte das investigações da morte de Fernanda.

Até ontem, a Polícia Civil não havia encontrado o telefone dela, mas um notebook permitiu localizar conversas travadas antes do crime.

Para chegar ao suspeito, 10 pessoas foram ouvidas. Havia indícios de que mais de uma participou, mas o delegado do caso, Felipe Davanso, não detalhou essas informações, para não atrapalhar as investigações.  Ele vai dar coletiva ainda hoje sobre os fatos.

Fernanda Daniele foi presidente do PSL em Nova Andradina. Saiu da legenda na campanha passada, para prefeito, e apoiou a coligação liderada pelo PR, vitoriosa nas urnas.

(Colaborou Marcos Donzelli, de Nova Andradina)

Fonte: Campo Grande News