Botafogo perde para Sport e está rebaixado para Série B do Brasileirão

Compartilhe

Botafogo perde para o Sport e está rebaixado para Série B – (Foto: Vítor Silva/ BFR)

Em duelo desesperado contra a degola, Alvinegro sofre gol de pênalti no primeiro tempo, não consegue a reação e amarga o terceiro rebaixamento de sua história

O Botafogo está rebaixado para Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira, o Alvinegro perdeu para o Sport por 1 a 0, no Nilton Santos, e chegou ao terceiro rebaixamento da história do clube. Iago Maidana marcou o gol da vitória do Leão.

Com o resultado, o Botafogo sacramentou sua ida para Série B do Brasileirão. O Alvinegro manteve os 24 pontos e só poderia chegar aos mesmos 36 que o Bahia tem hoje. Com isso, não teria como sair da zona de degola, pois perderia no critério de desempate.

Por outro lado, o Sport garantiu uma vitória importantíssima na luta contra a Série B. O Leão chegou aos 38 pontos e pulou para a 14º posição, abrindo dois pontos de vantagem para o Bahia, primeiro time do Z-4.

Olho na base
Apostando na garotada da base, o Botafogo entrou focado e valorizando a posse de bola. Com o Sport todo fechado, o Alvinegro rondou a área do Leão e conseguiu a primeira finalização logo aos 5 minutos. Victor Luis cruzou na linha de fundo e Matheus Nascimento, de primeira, acertou um forte chute no meio do gol, obrigando Luan Polli a fazer grande defesa.

Leão na frente
Aos poucos, o Sport conseguiu manter mais a posse de bola e entrar na partida. Foi quando aos 19 minutos, Marcão arriscou de fora da área, a bola desviou em Romildo e Loureiro defendeu. O VAR analisou a jogada e apontou toque de mão do volante do Botafogo. O árbitro decidiu marcar o pênalti e Maidana, aos 21, colocou o Sport na frente cobrando com categoria.

A jovem equipe do Botafogo sentiu o gol e o Sport cresceu no jogo. Aos 35, Júnior Tavares bateu escanteio, a bola sobrou para Ewerthon. O jogador do Leão bateu de fora da área e a bola passou perto do gol de Loureiro. A equipe de Eduardo Barroca conseguiu se reorganizar, mas não conseguiu assustar outra vez até o fim do primeiro tempo.

Pressão
Precisando do resultado para não ser rebaixado, o Botafogo voltou para o segundo tempo buscando o ataque. Logo aos 4 minutos, Romildo chuta forte após cruzamento e assusta o goleiro do Sport. Aos 8, Victor Luis sofreu falta na linha de fundo, Kevin bateu fechado e Adalberto salvou o Leão tirando para escanteio. Na sequência, o Alvinegro pressionou com outros dois escanteios, mas não conseguiu concluir em gol.

Drama e queda
O Botafogo seguiu pressionando em busca do gol salvador. Promessa da base, Matheus Nascimento era a principal arma do Alvinegro. Aos 14, o jovem atacante soltou uma bomba de fora da área e obrigou Luan Polli a fazer boa defesa. A equipe de Barroca passou a arriscar mais de longe e quase empatou com José Welison. Aos 21, o meia chutou forte e a bola passou raspando o travessão. O Sport abdicou de jogar na segunda etapa e se fechou para tentar segurar a pressão.

No fim, Barroca lançou Babi e Kalou na equipe, em uma última tentativa, mas os atacantes não conseguiram criar boas oportunidades. Aos 50 minutos , o árbitro Luiz Flávio de Oliveira apontou o centro do campo, encerrou a partida, e decretou o terceiro rebaixamento da história do Botafogo.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO X SPORT
Data-Hora: 05/02/2021, às 20h
Estádio: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Gramado: Bom
Cartão amarelo: José Welison (BOT) / Betinho; Ewerthon; Raul Prata (SPO)
Cartão vermelho: –

GOL: Iago Maidana 23′ 1ºT (0-1)

BOTAFOGO: ​Diego Cavalieri; Kevin, Kanu, Sousa, Victor Luís (Hugo 10′ 2ºT); José Welison, Romildo ( Matheus Babi 9′ 2ºT), Caio Alexandre; Matheus Nascimento (Lecaros 31′ 2ºT), Rafael Navarro (Kalou 35′ 2ºT), Cesinha. Técnico: Eduardo Barroca

SPORT: ​Luan Polli; Patric, Adryelson, Iago Maidana, Júnior Tavares (Sander – intervalo) ; Marcão Silva, Betinho ( Márcio Araújo – intervalo) ; Ewerthon (Rafael Thyere 11′ 2ºT), Thiago Neves (Luciano Juba 41′ 2ºT), Marquinhos( Raul Prata
17′ 2ºT) ; Dalberto. Técnico: Jair Ventura.

Fonte: Lance