Flamengo enfrenta Sport e inicia maratona de cinco jogos em 12 dias pelo Brasileiro

Compartilhe

Após um período de turbulência, o Flamengo reencontrou a boa fase e o caminho das vitórias. Mas isso não significa que as coisas fáceis. Depois de vencer os problemas da altitude, viagens e da Covid-19, o Rubro-Negro terá que encarar uma maratona de cinco jogos em 12 dias.

O primeiro passo será dado hoje, quando a equipe do técnico Domènec Torrent medirá forças contra o Sport, às 19h15 (de Brasília), no Maracanã, e iniciará uma sequência com jogos de intervalos inferiores a 72h.

A situação mais absurda será quando o Rubro-Negro entrar em campo na terça-feira, dia 13, contra o Goiás (em jogo atrasado da 11ª rodada) e voltará a disputar uma partida na quinta-feira, 15, contra o Bragantino, com um intervalo de 50 horas entre os dois confrontos.

Isso é possível porque a CBF botará em prática a nova orientação de tempo mínimo entre os jogos. Por conta da pandemia, a entidade e a Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol) anunciaram a mudança no início de agosto, válida para a temporada 2020.

Até o ano passado, era necessário haver pelo menos 66 horas entre dois jogos do mesmo time. Com a alteração, é permitido jogar após 48 horas.

Para a partida de hoje, a grande novidade será o retorno de Domènec Torrent ao banco de reservas. Após ficar ausente contra Palmeiras, Independiente del Valle e Athletico devido a Covid-19, o treinador treinou por dois dias consecutivos no Ninho do Urubu após testar negativo. A boa notícia fica para o retorno de Pedro Rocha, que treinou sem limitações e junto ao grupo.

Por outro lado, Dome ainda não deve ter Diego Alves, em recuperação de lesão no ombro esquerdo. Outros desfalques confirmados são Everton Ribeiro, Rodrigo Caio e Arrascaeta, que estão a serviço das seleções do Brasil e Uruguai para as Eliminatórias, respectivamente.

Fonte: Extra