Irritado com fiéis que não vão à missa, padre diz: ‘tomara que morram antes da vacina’

Compartilhe

Crédito: Reprodução site Igreja Católica

Ele se dirigiu àqueles que não estão no grupo de risco e faltam às cerimônias

O padre Antônio Firmino, da Paróquia São João Batista, em Visconde do Rio Branco (MG), ficou irritado com fiéis que não são do grupo de risco para a covid e mesmo assim estão ausentes das missas. Como punição, ele sugere que essas pessoas morram antes de surgir uma vacina.

A fala do sacerdote foi expressa durante a missa do último domingo e transmitida ao vivo. Segundo o Meia-Hora, até o momento, a celebração está disponível no perfil oficial da igreja.

O padre destacou que a igreja está respeitando as medidas de segurança contra a doença e por isso não faz sentido aqueles que estão sadios e fora do grupo de risco não irem às missas.

“Então, a gente vai vendo quem realmente ama a eucaristia”, apontou Firmino.

O sacerdote ainda complementou: “Porque tem alguns católicos, engraçado, que tem saúde tem tudo e dizem: ‘Eu só vou na igreja quando tiver a vacina’. Tomara que não apareça vacina para essas pessoas. Ou que morram antes da vacina chegar. Porque existem pessoas que não têm problema nenhum, que não estão no grupo de risco. Mas isso significa que a pessoa não tem fé nenhuma”, concluiu o padre.

Fonte: Top Midia News