Autor de homicídio em Novo Horizonte do Sul é preso pela Polícia Civil de Ivinhema

Compartilhe
“Você não é casado?” pode ser o motivo da morte de um homem em Novo Horizonte do Sul e suspeito é preso pela PC de Ivinhema

Um crime bárbaro aconteceu na cidade de Novo Horizonte do Sul neste sábado, 30/05/2020. Segundo a Delegada Titular, que é presidente das investigações, acontecia uma reunião de amigos numa casa da cidade e por volta das 01h00min houve um desentendimento entre dois participantes, motivado por uma pergunta. A vítima teria perguntado “você não é casado?” e isso deixou o investigado furioso, tendo reagido batendo violentamente um copo de vidro sobre a mesa do jantar.

Conforme apurou a reportagem, o dono da residência, percebendo o clima de confusão, pediu para que todos que participavam do jantar fossem embora. Porém, autor e vítima continuaram a se desentender no lado exterior da casa. Uma testemunha pediu para que fossem embora, tendo o autor respondido “tudo bem” e se afastado. Ocorre que o autor foi até seu veículo, se apossou de uma faca, acondicionou na cintura e retornou ao local, alegando que pediria desculpas à vítima. Próximo a ela, puxou a faca. A vítima tentou correr, mas foi golpeada nas costas. Na sequência, a vítima fatal caiu no chão e o investigado desferiu mais outros três ou quatro golpes no rosto, pescoço e abdômen. O autor chegou a subir sobre o corpo da vítima para golpeá-lo.

Com a vítima já caída no chão, golpeada e totalmente desfalecida, o agressor entrou em seu veículo, assumiu a direção, acelerou e atropelou a vítima caída ao chão. Em seguida, engatou a marcha ré, passando novamente sobre o corpo já desfalecido.

O Mandado de Prisão foi cumprido na data de hoje 04/06/2020 e o investigado já se encontra no Presídio da cidade, à disposição da Justiça Criminal. O agressor confessou a prática do crime com muita frieza e ainda, acrescentou que sua intenção era realmente assassinar a vítima e o atropelamento se deu para certificar-se da morte.

A Delegada salienta que o investigado foi formalmente indiciado pelo crime de Homicídio Doloso, com a incidência de três circunstâncias que qualificam o crime: Motivo Fútil, Emprego de Meio Cruel, Mediante Dissimulação, (artigo 121 §2º, incisos II, III. IV do Código Penal), podendo pegar até 30 anos de prisão.

A apuração dos fatos e a identificação do criminoso só foi possível dado ao trabalho da Equipe de Policiais da Delegacia de Polícia de Ivinhema, em especial, aos investigadores Alex Sandro, Marcos e à Escrivã do feito, Paula Camila.

Ademais, esclarece que diligências continuam a ser executadas pela Polícia Civil para a fiel apuração dos fatos e, em obediência à Lei 13.869/2019, o nome do agressor só poderá ser divulgado ao final do processo, se condenado.

Fonte: Ivinoticias